sábado, 26 de setembro de 2009

Concurso de Doçaria

Bem, o post de hoje é acerca de uns prémios que fiz a semana passada, para o Concurso de Doçaria que acontece cá no Barreiro todos os anos. Depois destas peças que já tinha feito para a Câmara Municipal, agora pediram-me para fazer estes. Claro que eu, assim que me disseram que era o Concurso de Doçaria, pensei logo em fazer doces realistas, como as minhas miniaturas em Fimo, mas desta vez, à escala! ;) Achei que era um prémio muito mais giro e original e, esteticamente, muito mais apelativo do que qualquer taça ou troféu.
Escusado será dizer que toda a gente adorou, não tive oportunidade de assistir à entrega dos prémios mas, espero que até o Chefe Silva e a Filipa Vacondeus ( sim, faziam parte do júri, o que é que pensam?) se tenham deliciado ao olharem para eles.
Fiz umas embalagens, como não podia deixar de ser, semelhantes a caixas mesmo de pastelaria, com os doces lá dentro.
E então as categorias eram: 'BOLOS', 'DOCES DE COLHER' e 'FRITOS'. Para cada um deles, fiz o 1º prémio inteiro e os seguintes com menos uma porção, ou com dentadas, a fingir que já alguém os tinha comido. ;)
E, caso o possam pensar: não, não fui eu que mordi a massa com os meus dentes, acham?!?!?! Tinha umas dentaduras postiças em gesso que foram achadas no lixo e que serviram perfeitamente!
Espero que gostem!!
Amanhã é que há novidades de peças novas.
***************

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Photoshoot at Quimiparque

Bem, hoje cá estão as fotos de que ontem falei no meu post. Passo a explicar:
Foram tiradas pelo meu irmão e por um amigo dele, o Sam que, há um ano e tal para cá, andam com o bichinho da fotografia a fazer fotos por montes de sítios. Bem, mas as máquinas deles têm uma definição, que até mete nojo!! Se quiserem, cliquem nas fotos, para verem com mais detalhe.
E então, existe um sítio cá no Barreiro, que é o Parque Industrial da Quimiparque que, basicamente, tem uma área enorme e está meio votado ao abandono. Quando digo abandono, é MESMO abandono... por todo o lado encontram-se sofás velhos como estes que aparecem nas fotos, armazéns enormes com os vidros partidos e garrafas velhas de ácido sulfúrico pelo chão... chaminés enooooormes prestes a ruir... You name it!! Quem ouve pensa (e por vezes também eu penso) 'Credo, que devastação, que decadência!' Mas, por outro lado, é um cenário tão fértil para mil e uma coisas, caramba, até os U2 já cá vieram, para filmar um videoclip!!! Meu deus, já viram bem??? Milhentos lugares no mundo, os homens se quisessem até o podiam filmar na Lua, mas não... bora lá pró Barreiro!
Em parte percebo-os muito bem, pois o sentimento que se tem quando se entra ali é de se estar num qualquer lugar estranho do planeta, não se ouve nada, aquilo é tão grande e tão deserto... parece um bocado uma cidade depois do Apocalipse, ou um cenário de guerra.
Por todas estas razões, o meu irmão lembrou-se de mostrar este lugar ao Sam, que ainda não conhecia e, querendo tirar partido do cenário, tirar umas fotos muito fashion, do género, edição de moda. Como foi a primeira vez que eles se puseram a fotografar pessoas, de quem é que o meu maninho se lembrou? Ora, quem é que haveria de ser? Quem é que tem uma autêntica parafernália de acessórios e de lata para se pôr a trocar de roupa e a deitar-se em cima de sofás ultra podres?!?! Moi, con certeuze!
Tipo, ele liga-me 'Ah, Ana, como já tiraste aquelas fotos fixes com a Vera e tens assim montes de acessórios, não te importavas de pousar para nós? Tipo, traz os teus chapéus e sapatos, o que quiseres.' Se eu me importo?!?! Meu querido, o que eu quero é chances de poder fazer assim estas palhaçadas, em que me encho de adereços e posso dar asas ao meu alter ego! Sabe tão bem! :) Quem nunca experimentou vestir-se e fazer poses em frente ao espelho? E então, lá fomos nós, as fotos ficaram como se vê e os três ficámos satisfeitíssimos!
Aquilo com que eu mais fiquei impressionada foi com a luz de qualidade de estúdio que elas ficaram. Eles tinham uns flashes estrategicamente colocados e assim conseguiram que as fotos ficassem com uns tons muito bons, na minha opinião. Não foram muito tratadas, não se ponham já aí a rosnar, seus fanáticos do Photoshop, eu vi-as assim que foram tiradas, em cru e não estavam muito diferentes. Há duas fotos em que o meu irmão estava fora do alcance do flash e que dava para ver a diferença de luz que estava no ambiente e por isso fiquei espantadíssima quando as vi na máquina, nunca pensei que ficassem com aquele brilho todo.
E pronto, espero que gostem, eu, nós, gostámos muito e queremos sem dúvida repetir. Os meninos ficaram tão contentes no fim que só sabiam agradecer e dizer' Fogo, Ana, foste espectacular, nunca te queixaste, fizeste poses lindas, nós estávamos ali sem saber bem o que te dizer para fazeres...'
Mas como, como é que eu lhes posso explicar que, se alguém ali recebeu algo, fomos todos, pois para mim também foi muito bom o que eles me deram: imagens maravilhosas em que me sinto um pouco uma heroína de um filme noir, qual Mata- Hari... E depois, o jogo da podridão e decadência em contraste com o brilho e o feminino...uau!
Vão espreitar as páginas destes meninos, vale a pena. Fotografam muita coisa variada e o meu irmão tem cá uma paciência para fabricar imagens. Tipo, uma vez apareceu-me cá em casa com esta foto, que eu achei estupenda e fiquei desconcertada... tipo, uma rosa, com pétalas de cores diferentes. E eu perguntei-lhe se ele tinha feito aquilo no Photoshop, que ele era maluco... mesmo que fosse no Photoshop, iria demorar séculos a fazer aquilo ficar assim tão perfeito e natural. Resposta dele: 'Não, tinha várias rosas de cores diferentes, arranquei algumas pétalas de umas e de outras e misturei-as no mesmo botão de rosa, com uma pinça'. !!! Ora digam lá se o homem não é maluco?!
De salientar que estou a usar uma das minhas bandoletes de penas. :) É preta e é nova, ainda não foi fotografada em condições, mas é linda, linda... preta, com brilhos prateados. Podem já ver o efeito glamourouso que faz...;)

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

The Return of the Jedi II =)

Olá a todos, voltei!!!
Peço imensas desculpas pela longa ausência, mas, pelos vistos, estava mesmo a precisar de férias. Adoro o meu trabalho, é certo, dá-me um gozo enorme fazer o que faço… mas também já sentia falta daquela sensação de não ter nenhuma obrigação sem ser o ‘estar’. Estar, simplesmente. Aproveitar o dia, curtir os sítios diferentes, curtir a companhia do meu passarinho, enfim… FÉRIAS, no verdadeiro sentido da palavra. Mas, como tudo o que é bom se acaba, também as minhas férias se acabaram. E, assim que voltei, foram tantas as coisas e tantos os projectos que me choveram de vários lados, que quase quis fugir e ir de férias de novo...:) Desde que cheguei, foram as Festas do Barreiro 2009, nas quais eu tinha um stand de venda com as minhas coisas, em conjunto com mais duas amigas conterrâneas: a Marina e a Marta. Mas, infelizmente, foi uma semana muito pobre, pois em termos de vendas, acho que nunca um evento me correu tão mal. É certo, já participei em feiras nas quais não vendi nem uma peça mas, de vez em quando, as pessoas ainda olham, tecem comentários, entrego cartões, ou seja... divulgo o meu trabalho, ainda que as pessoas não tenham possibilidade de o comprar. Mas, desta vez, nas Festas, nem as pessoas se chegavam perto! Não percebi porque é que isto acontecia, só sei que, como é que querem apreciar trabalhos diferentes, se nem se aproximam para ver??
Decididamente, não é o tipo de público que eu procuro. E vou dizer isto e até podem haver pessoas a ler que achem feio o que vou dizer, mas é a mais honesta das verdades... as pessoas que comprarem os meus produtos, são pessoas interessadas em algo de único, de diferente e de qualidade!!! E sublinho estas três características pois tenho toda a noção que, apesar de os meus produtos serem a um preço que eu considero justo, ainda existe muita gente que os olha e acha caros. Tal como já referi em outros posts, é sempre uma matéria que me custa falar, pois avaliar o nosso próprio trabalho é sempre díficil, pois estamos sempre muito ligados a ele emocionalmente ou, pelo menos, eu estou, pois todas as coisas que saem destas duas mãos e desta cabeça, são algo de muito verdadeiro e muito meu.
Mas, tal como já escrevi antes, tudo aquilo que eu faço, é feito de RAÍZ, os produtos que escolho são de qualidade, a apresentação final e os acabamentos irrepreensíveis! E sei do que falo, pois vejo muita coisa e aprecio muitos trabalhos, desde a qualidade ao preço e à originalidade e creio que posso afirmar que os meus produtos, ainda que utilizem técnicas muito vistas, se distinguem como algo de diferente e de original. E portanto, quando uma pessoa me pergunta o preço de uma das minhas bandoletes forradas, por exemplo e quando ouve o preço foge a sete pés ( como aconteceu nas Festas) é porque não percebe que tudo aquilo, excluindo a bandolete em plástico que não a faço, compro feita , é forrada e cosida à mão, cada elemento, cada fita, cada pom pom, as embalagens em Origami... enfim, não vos vou maçar mais com este assunto, queria apenas relembrar que devemos dar o devido valor a quem trabalha e dá ao litro para fazer coisas originais e de qualidade e as sabermos distinguir dos demais produtos.
Bem, depois desta ensaboadela, resta-me dizer que actualizações são devidas, tenho muitas fotos de coisas novas para mostrar, e umas fotos especiais, mais uma sessão como esta que fiz com a Vera, mas desta vez com o meu irmão e um amigo a segurarem a objectiva. Mais umas fotos daquelas boas para levantar a auto-estima...:)
Bem, deixo-vos com estas fotos das férias, que muito me apraz partilhar, uma vez que estas férias foram, mais uma vez, mágicas. Eu e o meu passarinho, só os dois, durante duas semanas, a calcorrear o país de carro, de Norte a Sul, sem grande destino... fizémos mais de 2000Km. E é tão bom partir à aventura!..:)
Amanhã há mais***************
P.S- A mala na última foto foi comprada na Feira Medieval de Silves, a uma rapariga que tinha coisas lindíssimas. todas muito originais, a Vânia, que tem um blog chamado Histórias de Panos. Vão ver, que vale mesmo a pena! ;)